As epidemias e pandemias virais são cada vez mais frequentes e apresentam um crescente grau de gravidade em termos de consequências para a vida humana.

A imunidade é uma componente essencial do conjunto de mecanismos de defesa do organismo, capaz de oferecer resistência aos agentes patogénicos, permitindo manter a sua integridade e individualidade biológica. Graças a esta, o organismo consegue vencer a doença e recuperar a saúde.

Reforçando o sistema imunitário preparamo-nos ativamente para responder de forma favorável (sem doença ou com doença ligeira) ao contágio por novos vírus e outros microrganismos!

Existe um conjunto de ações que podemos incluir no quotidiano de forma a evitar o contágio ou o desenvolvimento de doença:
N

Manter a atmosfera interior suficientemente húmida – a principal razão pela qual as infeções virais e bacterianas são muito mais frequentes no Inverno, e não no Verão, é porque durante o Inverno o ar interior é demasiado seco devido ao sobreaquecimento.

N

Evitar o medo e o pânico: ambos causam ansiedade, que por sua vez aumenta a produção de cortisol (pela glândula suprarrenal), que deprime o sistema imunitário.

N

Reduzir a ansiedade: uma forma prática, rápida, eficaz e sem efeitos colaterais de reduzir a ansiedade, é a respiração controlada.

N

Preservar um regime de sono regular: basta uma noite mal dormida para prejudicar o sistema imunitário.

N

Eliminar o consumo de álcool, tabaco e drogas: qualquer delas pode prejudicar o seu sistema imunitário.

N

Hidratar-se adequadamente: beba muita água, >2L/dia, no caso das mulheres e >2,5L/dia no caso dos homens.

Outras orientações que potenciam o nosso sistema imunitário podem ser adquiridas e realizadas sob a orientação clínica, como:
N

Seguir um regime alimentar anti-inflamatório (vegetais e frutas frescas, carne cozida ou cozida a vapor, ou frango), evitando todos os doces, grãos não germinados e produtos lácteos que tornam o seu sistema imunitário menos eficaz. Alguns alimentos fortalecem a imunidade e possuem atividade antimicrobiana.

N

Tomar suplementos nutricionais que melhoram a imunidade: a manutenção da integridade e funcionalidade do sistema imunitário, depende também de níveis adequados de vitaminas e sais minerais especialmente nos idosos onde são mais frequentes as carências.

N

Manter ou adquirir um bom equilíbrio hormonal: o perfil hormonal afeta direta e indiretamente o estado do nosso sistema imunitário, pelo que para que este não esteja comprometido é importante garantir uma condição hormonal ótima.

N

Fotobiomodulação com laser: possui ação não específica no organismo que se traduz num efeito curativo em várias condições patológicas e doenças, e que é explicado, também, pelo seu efeito na ativação das defesas do organismo, recorrendo à Low Level Laser Therapy (LLLT).

N

Microimunoterapia: tem ação específica nas células responsáveis pela resposta imunitária do organismo aos novos agentes patogénicos, e inespecífica em relação aos agentes já conhecidos.

Fale Connosco!

Marque uma consulta ou esclareça as suas dúvidas.

Abrir chat
Olá,
em que podemos ajudar?