Embora seja a principal hormona masculina, a Testosterona exerce um papel relevante na saúde da mulher. No entanto, a comunidade médica, na generalidade, ignora ou desvaloriza esta realidade.

A perda de desejo sexual é habitualmente atribuída a causas psicológicas, stress, depressão e problemas na relação. Durante muito tempo, a melhoria da sintomatologia através do tratamento por androgénio, a Testosterona, foi simplesmente ignorada. Não existia consenso em torno dos resultados laboratoriais de forma a realizar o diagnóstico. Na verdade, a comunidade médica masculina não sabia como tratar esta condição, optando por ignorá-la. A Testosterona era considerada importante meramente para o sexo e apenas para o género masculino. Embora hoje ainda se registem casos destes, é notória a transição para uma nova abordagem.

Sintomas de insuficiência de testosterona na mulher

Sintomas de insuficiência de testosterona na mulher

A insuficiência desta hormona no organismo feminino manifesta-se através de sintomas diversos:

  • Diminuição do desejo, dos pensamentos e das fantasias sexuais;
  • Decréscimo da prática sexual;
  • Redução da excitação sexual, da resposta orgástica, da intensidade do orgasmo e da lubrificação vaginal;
  • Diminuição da energia e da força física;
  • Aumento da fadiga;
  • Redução da massa magra corporal e consequente aumento da massa gorda;
  • Perda de pelos púbicos;
  • Perda de densidade óssea;
  • Alteração da sensação do bem-estar geral (sensação de cansaço, dores nas costas, etc.).

Vantagens do tratamento hormonal com Testosterona em mulheres

  • Diminuição ou eliminação da deterioração de músculos, ossos, ligamentos e tendões;
  • Proteção contra o cancro da mama, doenças cardíacas e depressão;
  • Aumento da energia e da força física;
  • Melhor desempenho metabólico;
  • Maior resistência física;
  • Melhoria estética e perda de gordura com a prática de exercício físico;
  • Melhoria geral da qualidade de vida, incluindo em termos da função sexual.

Efeitos secundários do tratamento com testosterona na mulher

Não surpreende que o recurso à “hormona sexual masculina” para efeitos de tratamento na mulher possa originar alguns efeitos secundários como: acne, crescimento indesejado de pelos e maior densidade vocal.

No entanto, a ocorrência destes efeitos depende da dose aplicada, sendo também possível revertê-los interrompendo ou reduzindo a terapêutica.

Na mulher, a terapêutica com recurso a testosterona não envolve aumento do risco de contração de cancro da mama, cancro do útero ou doenças cardiovasculares. A maioria dos estudos demonstra, aliás, o contrário.

A sinergia entre a prática de exercício físico, regime alimentar adequado e otimização hormonal constitui a melhor fórmula para ter saúde, bem-estar, energia sexual e poder.

Terapia Hormonal

Testosterona no Homem
Testosterona na Mulher
Otimização da Testosterona
Hormona de Crescimento
Otimização da Tiroideia
Benefícios de um tratamento tiroideu

Fale Connosco!

Marque uma consulta ou esclareça as suas dúvidas.

Abrir chat
Olá,
em que podemos ajudar?