Modulação hormonal bioidêntica

A modulação hormonal permite aos indivíduos, que apresentam sinais e/ou sintomas de envelhecimento, alcançar níveis hormonais ótimos, compatíveis com o início da vida adulta.

A suplementação é feita através de hormonas bioidênticas e nutrientes como aminoácidos, vitaminas e antioxidantes, entre outros. Já a reposição hormonal visa atingir os valores considerados “normais” (padrão) da idade cronológica.

A terapêutica da Modulação Hormonal é adequada a todos os pacientes que desejem melhorar a sua qualidade de vida e retardar o envelhecimento, ou simplesmente manter a vitalidade e o bem-estar pelo período mais longo possível. Este processo deve associar-se a um regime alimentar e à prática regular de exercício físico adequados.

O perfil hormonal é traçado através de exames laboratoriais. Após conhecer os resultados obtidos, é definida a terapêutica adequada para uma recuperação do equilíbrio hormonal de modo a alcançar um padrão hormonal ótimo.

O melhor padrão hormonal é o semelhante à juventude plena, mais especificamente, próximo dos 25 anos. O processo de envelhecimento ocorre, porque o número de hormonas disponíveis no organismo vai diminuindo progressivamente a partir dos 30, sensivelmente, e fazendo-se notar a partir dos 40 anos.

As hormonas utilizadas na modulação hormonal bioidêntica são semelhantes às existentes no organismo, não só em estrutura como em funções, sendo por isso: mais seguras, mais eficazes e mais fáceis de otimizar.

Foi a partir do Projeto Genoma, iniciado no ano de 1990, que decifra o código genético humano (DNA), que passou a ser possível a utilização de hormonas bioidênticas. Estas são hormonas exatamente iguais às que são produzidas pelas nossas glândulas, como: estradiol, progesterona, testosterona e DHEA.

  • Estradiol: Segregado pelos ovários, a sua produção é drasticamente reduzida na menopausa. Protege contra patologias como a Doença de Alzheimer;
  • Progesterona: Segregada pelos ovários, a sua produção na menopausa é reduzida a níveis mínimos, e está relacionada com o ciclo menstrual e gravidez. Protege contra patologias como o cancro da mama e do útero, quistos do ovário e depressão pós-parto;
  • DHEA: Segregada pelas glândulas suprarrenais, precursora de outras hormonas sexuais. Reduz o risco cardiovascular, diminui o colesterol e gordura corporal, estimula o sistema imunitário e ajuda na sensação de bem-estar;
  • Testosterona: É habitualmente associada ao homem, mas encontra-se também no organismo feminino, sendo produzida nas glândulas suprarrenais, testículos e ovários. Alguns dos benefícios são: aumento da massa muscular, redução da gordura corporal, aumento da densidade óssea, melhoria da saúde sexual, relacional e social e combate a depressão.

Especialidades

Antiaging

Envelhecimento
Medicina Antiaging
Modulação hormonal bioidêntica
Modulação com Hormona de Crescimento
Exercício Físico

Fale Connosco!

Marque uma consulta ou esclareça as suas dúvidas.

Abrir chat
Olá,
em que podemos ajudar?