Nutrição, Emagrecimento e Desporto

Alimentação saudável, prática desportiva adequada e peso controlado, como fatores de saúde.

Ao longo de décadas, a ausência persistente de orientação alimentar adequada conduziu a sociedade a uma situação geral de patologia. O excesso de peso, a obesidade, a dislipidémia, a hipercolesterolemia ou a diabetes mellitus, entre outras doenças, são hoje demasiado frequentes.

Por outro lado, emagrecer é um verbo muitas vezes associado a termos como “difícil”, “fome” e “doença”. Infelizmente, estes conceitos desvirtuam por completo o bem-estar resultante de um peso e composição corporal estáveis e adequados, promotores de saúde.

Emagrecer, perder gordura localizada, eliminar a retenção de líquidos, suprimir o inchaço abdominal e ganhar energia motora e mental são os proveitos obtidos de quem planeia a sua rotina diária com o objetivo de ser saudável.

Por meio da Educação e Orientação Alimentar de excelência, mais do que um plano alimentar, este estilo de vida requer um acompanhamento multidisciplinar.

Para tal, implementamos um programa de emagrecimento que passa por informar, educar, incentivar e responsabilizar o paciente, tendo em conta vários fatores:

  • Desintoxicação hepática e geral; 
  • Reequilíbrio do sistema neuro-endócrino;
  • Otimização do apoio nutricional;
  • Gestão do stress e da ansiedade;
  • Incentivo à prática de exercício físico regular.

É possível emagrecer de forma saudável e consistente. Para saber quão fácil e rápido é alcançar este objetivo basta-nos entender o funcionamento do nosso organismo, a ação dos alimentos sobre ele e a forma como poderemos compensar os fatores que tendem a desregular o peso corporal – o ânimo, a sexualidade, a energia e até a idade.

desporto ou a prática de exercício físico exercem um papel crucial na obtenção de um bom estado de saúde. Levados a cabo de forma regular oferecem vários benefícios, como a redução da probabilidade de contrair doenças cardiovasculares, a manutenção do peso e composição corporal e a redução de ansiedade, entre outras patologias.

Apesar destes benefícios serem do conhecimento geral, o ambiente sociocultural vigente tem levado a população a tornar-se cada vez mais sedentária. Contudo, a obtenção de calorias permanece elevada e inadequada. Este facto, entre outros, é determinante para explicar os elevados níveis de excesso de peso e obesidade em Portugal.

O objetivo primordial para a prática de exercício físico é o controlo do peso e composição corporal ou, em muitos casos, a busca pelo “corpo perfeito“. Na perseguição deste objetivo, muitos desportistas alteram o consumo normal de calorias para ganhar ou perder peso.

Em alguns casos, no entanto, os programas de redução de peso podem envolver riscos. Na verdade, uma alimentação adequada e o estado de nutrição ideal desempenham um papel tão importante como a própria prática desportiva ou de exercício físico. Encontrando-se diretamente associados a estas práticas, os hábitos alimentares são determinantes na recuperação após cada sessão de treino, evitando o estado de fadiga extrema e contribuindo para a recuperação física. Dessa forma, os indivíduos mantêm a homeostasia corporal e um bom estado de saúde.

Para que este objetivo seja alcançado é necessário saber de que género de “combustível” o seu corpo necessita antes, durante e após a atividade desportiva para se manter jovem, atraente, saudável e com o peso e composição corporal ideais.

Referências bibliográficas:
Fuhrman, J. (2013) Eat to live. 2ª Edição. Publicações Lua de Papel

Mahan, K., Escott-Stump, S. (2007) Krause’s Food & Nutrition Therapy. 12th edition. Hardcover publications

Wolf, R. (2011). La dieta Paleo. 1ª Edición.Libros Cúpula

Especialidades

Nutrição

Nutrigenómica
Nutrição para a Saúde Sexual e Antienvelhecimento
Nutrição, Emagrecimento e Desporto
Nutrição na Prevenção do Cancro

Fale Connosco!

Marque uma consulta ou esclareça as suas dúvidas.

Abrir chat
Olá,
em que podemos ajudar?