218 052 092

Tratamentos Correntes da Impotência

  • No capítulo anterior falamos de vários tratamentos que são ocasionalmente usados. As próteses externas de vácuo, as injecções intracavernosas, a cirurgia vascular de bypasss arterial, a cirurgia vascular da fuga venosa, a associação destas duas, e as endóproteses penianas são as leis terapêuticas utilizadas em mais de 90% de todos os doentes tratados.

    Iremos analisar cada um destes métodos (adiante sublinhados) de uma forma crítica, decompondo cada um deles em aspectos positivos e negativos.

    Tipos de tratamentos correntes da impotência:

    A. Aparelhos de compressão por vácuo ou próteses externas de vácuo

    B. Injecções intracavernosas

    C. Cirurgia vascular de bypass arterial

    D. Cirurgia vascular de fuga venosa

    E. Endopróteses penianas

    1.   Maleáveis: a. Semi-rígidas b. Ajustáveis
    2.   Mecânicas
    3.   Insufláveis auto-contentoras
    4.   Insufláveis multicomponentes: a. De duas peças b. De três peças

    Os aparelhos de compressão por vácuo

    A terapêutica por prótese externa de vácuo é um método mecânico, não cirúrgico de preencher o pénis com sangue e simular a erecção natural.

    Baseia-se no princípio de que uma erecção pode ser induzida colocano o pénis numa câmara ou cilindro de vácuo que aspira o sangue para o tecido érectil do pénis. O ar é removido do cilindro por uma bomba (manual ou elétrica), levando o sangue a entrar no pénis.

    A erecção é mantida retendo o sangue no pénis pela aplicação de uma tira elástica apertada em torno da base do pénis. Depois do anel constrictor ser colocado em volta da base do pénis a câmarade vácuo é retirada. O doente pode então ter a relação sexual. A tira elástica pode permanecer colocada até aos 30 minutos.

    Saiba mais no documento integral disponivel para Download.

    Ver em PDF