218 052 092

Como funciona a Anatomia Masculina

  • Há 3 compartimentos distintos no pénis normal: dois compartimentos erectéis ligados entre si, chamados corpos cavernoso, que ocupam a maior parte do pénis, e a uretra, um tubo por onde passa quer a urina quer o esperma.

    Os compartimentos erécteis estão fixados ao osso público e estendem-se para fora da parede abdominal para a porção visível do pénis. Esta "ancoragem" ajuda a manter o pénis rígido quando os compartimentos se enchem de sangue.

    Os compartimentos erécteis (corpos cavernosos) são constituídos por um tecido esponjoso (músculo liso e espaço venoso lacunar) que se enche de sangue durante a fase de excitação.

    O sangue é retido no pénis, expandindo-se e endurecendo- o para permitir a penetração.

    As três funções principais do pénis são: a micção, erecção e ejaculação.

    Micção

    A Uretra é o canal que no pénis conduz a urina durante a micção e o esperma durante a ejaculação. Quando há necessidade de urinar, a bexiga esvazia a urina para a uretra para que seja transportada para fora do corpo.

    No seu percurso da bexiga para o pénis, a uretra tem que passar pela próstata.

    A próstata te uma forma semelhante a uma castanha perfurada e a uretra passa por dentro do "buraco da castanha".

    Se a próstata está aumentada de volume pode afectar a capacidade para urinar.

    A glândula prostática não tem qualquer papel na erecção mas providencia a lubrificação e nutrição para os espermatozóides. Noventa e cinco por cento do esperma é constuituido por fluído prostático e seminal (que provém das vesículas seminais) numa proporção aproximada de 30% e 65 %, respectivamente e apenas 5% são espermatozóides.

    É por isso que não se verifica uma diminuição no volume do ejaculado após uma vasectomia.

    Erecção

    Uma erecção inicia-se:

    • Por simulação psicológica (pensar ou imaginar uma situação sexualmente excitante) ou
    • Por estimulação física (acariciando o corpo do homem de forma sensual)

    Um centro nervoso do cérebro actua em função de pensamentos eróticos, enquanto que outro centro nervoso, na medula espinal, que responde ao toque. Ambos trabalham em coordenação para produzir uma erecção como um acto reflexo. Este reflexo é auxiliado pela presença da hormona masculina, a testosterona, de mensageiros químicos do cérebro chamados neurotransmissores.

    Recentemente o óxido nítrico foi identificado com o mensageiro principal para o músculo liso do pénis. Dado que ele diminui no pénis do homem impotente, a pesquisa médica tem-se concentrado em como utilizar esta substância química no tratamento da impotência. Estamos provavelmente ainda a 6 ou 10 anos de distância de um produto comercial mas o óxido nítrico oferece promessas de tratamento para a impotência.

    Saiba mais no documento integral disponivel para Download.

    Ver em PDF