218 052 092

Casos Clínicos Exemplares

  • Os casos de estudo seguintes foram selecionados dos nossos arquivos a fim de ilustrar situações comuns vividas pelos nossos doentes de impotência. Nomes, idades e profissões foram mudadas de modo a que nenhum doente actual pudesse ser referenciado. O leitor pode achar algumas destas situações clínicas muito familiares. Estes exemplos da realidade mostram até que ponto pode melhorar a qualidade de vida e a satisfação na vida sexual quando se trata uma doença grave, como é a impotência. É por isso que afirmamos que a impotência é reversível!

    Caso 101

    Alberto, um viúvo de setenta e seis anos, esteve sexualmente inactivo nos últimos anos de um longo casamento. A sua mulher foi afectada por um cancro e uma quente e amorosa relação foi o seu apoio durante a doença dela. Depois da morte da mulher, Alberto começou a ter encontros e deu conta para seu desgosto, que o desejo permanecia no cérebro mas a erecção faltava-lhe. Em determinada altura, envolveu-se com uma senhora extraordináriamente compreensiva, que lhe sugeriu que fosse assistir a uma reunião de um grupo de apoio da impotência.

    Foi então que o Alberto descobriu que não estava só. Havia muitos outros que tinham desenvolvido e tratado com êxito esse perturbante problema. Foi encaminhado para um urologista especializado em impotência. Depois de uma história clínica e um exame físico detalhados, o seu urologista realizou um teste de Rigidez Peniano Nocturna que revelou a inexistência de "erecções no sono" e apontou para o diagnóstico de impotência orgânica por insuficiência vascular. Foi-lhe colocada uma prótese peniana e dentro de três meses ele a Carolina estavam em lua de mel.

    Comentários

    Trata-se de um dos exemplos mais comuns de doentes na clínica da impotência. O homem interrompeu a actividade sexual nos últimos anos do casamento devido a doença da sua parceira. Depois da perda da pessoa amada e do subsequente período de desgosto, o homem volta a interessar-se em estabelecer novas relações. Lamentavelmente, e muitas vezes para sua grande surpresa, está interessado na sua nova namorada mas não consegue satisfazer os seus desejos, e os dela, por causa da impotência. Estas pessoas podem beneficar imenso com a terapêutica, desde que saibam que ela existe! É pena que tantos homens sofram em silêncio e que as suas possíveis parceiras fiquem privadas de uma nova relação saudável e feliz.

    Caso 35

    Roberto era um empresário de 46 anos cuja relação com a mulher se foi deteriorando no decurso dos últimos oito anos em virtude dos seus periódicos acessos de impotência. Ainda que outros aspectos do seu casamento parecessem ter escapado intactos durante este período, sofriam agora os efeitos negativos da sua incapacidade de erecção e ansiedade de desempenho. Quando tudo já parecia perdido, Roberto consultou o seu urologista/andrologista que lhe sugeriu na leitura de livros sobre fisiologia e a função sexual masculinas, Em breve, Roberto aprendeu a controlar os seus "medos de falhar" através de métodos de relaxamento.

    Ele e a mulher começaram a ter aconselhamento sexual onde lhes foi sugerida uma comunicação mais íntima e a criação de mais oportunidades para a a vida sexual. Iniciaram também terapêutica sexual, onde aprenderam através de leituras e de conversas na intimidade a explorarem-se mutuamente de uma forma calma e agradável. Roberto manteve o seu progresso e começou a constatar uma clara melhoria. Aumentaram a sua auto-estima e confiança e o seu casamento atingiu um mais alto nível de entrega e partilha. Em pouco tempo, Roberto foi incapaz de melhorar do seu arrastado problema de impotência.

    Comentário

    O aconselhamento sexual é particularmente eficaz quando os casais têm uma relação de amor e estão aptos a participar nas sessões sem se apontarem culpas. O aconselhamento sexual está condenado ao fracasso se os problemas sexuais do casal forem apenas uma manifestação de um quadro mais vasto de incompatibilidade.

    Saiba mais no documento integral disponivel para Download.

    Ver em PDF