218 052 092

Diagnóstico das doenças da próstata

  • Que tipo de exames efectuará o médico?

    A. A QUEM SE DEVE DIRIGIR SE TEM DIFICULDADES URINÁRIAS?

    O médico especialista em patologia prostática é o urologista. Este especialista realizará exames adequados para conseguir um diagnóstico correcto do seu problema, e fundamentalmente avaliará a presença ou ausência dum cancro da próstata.

    Em primeiro lugar, o seu urologista realizar-lhe-à uma HISTÓRIA CLÍNICA COMPLETA onde não faltarão as seis perguntas diagnósticas básicas na patologia prostática:

    • Tem que fazer força para começar a urinar?
    • Tem perdido força no jacto urinário?
    • O jacto é intermitente?Tem a sensação de não esvaziar completamente a bexiga ao terminar de urinar?
    • Tem que urinar antes de duas horas depois da última vez que urinou?
    • Tem dificuldade em atrasar ou reter a micção?

    B. EXAME FÍSICO. TOQUE RECTAL

    Por rotina, será efectuado um exame básico geral, onde se avaliará:

    • Se existe palidez devida a anemia
    • Se existem dores nos rins, efectuando uma punho-percurssão
    • Se há urina retida na bexiga, que se manifesta por uma massa palpável ao nível da bexiga denominada "globovesica"

    A seguir examinará a próstata através do toque rectal. O toque rectal realiza-se com o dedo indicador enluvado e bem lubrificado. Através do toque rectal será examinado:

    • Tamanho e forma da próstata
    • Consistência (dureza) da próstata
    • Sensibilidade da próstata. Se é muito dolorosa, incómoda ou assintomática à pressão com o dedo.
    • Tónus do esfingter anal

    No adulto jovem, o tamanho e forma da próstata é parecido com uma castanha, de superfície lisa e limites bem delimitados.

    A consistência de uma próstata normal é firme e elástica, comparável a uma bola de ténis.

    Na HBP, o toque rectal evidencia um aumento generalizado da glândula prostática, que é lisa, firme e elástica.

    Ver em PDF