218 052 092

A saúde prostática - Cuidados Preventivos

  • A saúde da próstata

    Submeter-se a testes de pesquisa e detecção precoce é o factor mais importante na esperança de cura.

    Não existe um exame ou teste que, por si só, possa fornecer-nos uma pesquisa completa do cancro da próstata.

    Os testes elementares para pesquisa do cancro da próstata, incluem o exame rectal digital (toque rectal), uma análise de sangue conhecida por PSA (Prostatic Specific Antigen) e a ecografia prostática. Qualquer um destes testes fornece informação útil, mas imperfeita. Os resultados obtidos podem fazer com que o seu urologista recomende a realização de um ou outro exame complementar ou até a realização de uma biópsia à próstata.

    1. É muito importante estabelecer um diagnóstico precoce nos transtornos da próstata. Isto permitirá controlar a doença na sua fase inicial e evitar graves complicações.

    2. Os sintomas das doenças prostáticas (HBP e carcinoma) não se diferenciam muito, portanto é muito importante dirigir-se ao urologista para estabelecer um diagnóstico precoce.

    3. Deve pensar que sofre de um problema prostático se :

    • Aumenta o número de vezes que necessita de urinar, tanto durante o dia como durante a noite.
    • Diminui a força habitual do jacto urinário, e pinga quando acaba de urinar;
    • Tem com frequência uma necessidade urgente de urinar;
    • Tem de se esforçar para começar a urinar;
    • Depois de urinar, até 2 ou 3 vezes num curto espaço de tempo, fica com a sensação de que ainda tem urina na bexiga;
    • Não consegue urinar e retém toda a urina.

    4. Se se apresentar algum destes sintomas, dirija-se ao seu urologista, que em primeiro lugar lhe fará:

    • Uma história clínica completa
    • Um toque rectal que oferecerá informação sobre as características da próstata
    • Análises de sangue que determinem os níveis de PSA e de creatinina
    • Em certos casos uma ecografia abdominal e (ou) prostática transrectal

    5. Se se diagnostica uma hiperplasia benigna da próstata, deverá realizar controlos anuais a partir dos 50 anos.

    6. Em doentes com HBP recomendam-se os seguintes hábitos higiénico- dietéticos:

    • Evitar ingerir condimentos, álcool e café
    • Praticar exercício físico, fundamentalmente caminhar
    • Não ter prisão de ventre
    • Evitar uma vida sedentária

    7. Se num toque rectal forem detectadas zonas suspeitas de malignidade, o PSA é superior a 10 mg/ml, recomenda-se a realização de biópsia prostática. A biópsia da próstata confirmará ou excluirá o diagnóstico de cancro da próstata.

    8. Existem diferentes tipos de tratamentos da hiperplasia benigna da próstata. A eleição de um ou outro dependerá do momento evolutivo da doença, da situação geral do doente, do critério médico, e por último da decisão do doente perante as diferentes alternativas propostas pelo médico.

    9. Só a cirurgia consegue extirpar a hiperplasia benigna da próstata e curar a doença. Actualmente existem tratamentos com medicamentos eficazes, capazes de aliviar a sintomatologia e reduzir a obstrução da uretra provocada pelo crescimento da próstata.

    10. O cancro da próstata localizado trata-se preferencialmente por cirurgia radical e o disseminado com bloqueio hormonal completo.