218 052 092

Bem-estar e Crescimento Pessoal

  • A especialidade de Bem-Estar e Crescimento Pessoal oferece às pessoas a oportunidade de aprenderem a cuidar do seu bem-estar. Este último remete no fundo para a procura de vivências que promovam nas pessoas a possibilidade de se sentirem preenchidas, envolvidas e conectadas com a sua vida, buscando continuamente um crescimento pessoal no meio das vicissitudes que possam surgir.

    Existem hoje em dia muitos métodos de auto-regulação simples, naturais e sustentáveis que permitem operacionalizar o nosso bem-estar e crescimento pessoal. No entanto, há dois que destacamos e que são o Focusing e o Mindfulness, duas abordagens com eficiência comprovada na optimização dos estados de espírito da pessoa e no modo como esta responde às solicitações do seu dia-a-dia.

    Focusing

    O Focusing foi criado pelo célebre psicólogo e psicoterapeuta Eugene Gendlin nos anos 70 e é uma forma particular de atenção focada no nosso organismo que permite englobar e interagir com a vasta inteligência implícita da vitalidade do corpo, de modo a escutar as suas sensações e sinais. Mais especificamente, ele ensina-nos a pausar naturalmente as situações de azáfama em que muitas vezes nos encontramos no dia-a-dia, de modo a que consigamos criar um espaço interior de presença e acolhimento que faça surgir novas possibilidades e movimentos para a nossa vida e para os nossos estados de espírito.

    À medida que este espaço de presença for aprimorado, cada pessoa terá a oportunidade de aceder a uma espécie de compasso interno autónomo onde a direcção certa para a sua vida ou para uma situação em concreto, se tornam cada vez mais claras.

    O Focusing pode ser praticado individualmente mas ele ganha todo o seu esplendor quando é realizado em parceria com outra pessoa familiarizada com os passos deste processo. Com isto ambas as pessoas ganham a autonomia e sustentabilidade necessárias para desenvolverem em conjunto esta prática.

    Esta abordagem é destinada a todos aqueles que desejem:

    • Compreender o que estão realmente a pensar e sentir;

    • Ultrapassar obstáculos, tomar decisões e resolver problemas criativamente;

    • Ser mais atentos e amigos de si próprios e dos outros;

    • Encontrar alívio para tensões e dores crónicas;

    • Potenciar a independência de pensamento e acção em relação a sistemas de crença exteriores à si;

    • Ter maior consciência e protecção dos processos manipulativos entre as pessoas;

    • Integrar corpo, mente e espírito;

    • Aprofundar e dar mais significado às actividades em que se envolvem.

    Mindfulness

    O Mindfulness é uma prática inspirada na meditação budista e cujo objectivo passa por promover a capacidade particular de estarmos ligados à nossa experiência do momento presente sem a julgarmos, criando uma vivência na nossa consciência onde aprendemos a não ser constantemente tomados por preocupações, críticas ou deambulações da mente que, estando muitas vezes a funcionar num modo de piloto automático, acabam por produzir estados de ansiedade, stress e confusão.

    Para gerirmos bem a complexidade externa do mundo é necessário uma maior claridade interior que permita usar bem a nossa mente. O Mindfulness serve este propósito e potencia efeitos positivos e concretos no bem-estar geral das pessoas funcionando como uma ferramenta de higienização mental em relação a situações mais disruptivas do dia-a-dia.

    Jon Kabatt-Zinn foi quem mais contribui para a revolução mindful que acontece hoje um pouco por todo o mundo. A prática da atenção plena faz-se de inúmeras maneiras, sendo a respiração a mais popular, pois por si só produz benefícios fisiológicos e músculo-esqueléticos que melhoram a pressão arterial, reduzem as tensões crónicas associadas ao trabalho e oxigenam o cérebro tornando-o mais criativo, flexível e capaz.

    Esta prática está destinada a todos aqueles que:

    • Sentem dificuldades em estarem focados no que acontece no presente;

    • Possuem tendência para fazer tudo em passo rápido, com pressa de chegar ao objectivo, sem prestar atenção ao que se passa na envolvência;

    • Tem a sensação de viver em estado automático, correndo de uma actividade para a outra sem realmente desfrutarem de cada uma;

    • Querem optimizar a resiliência, a produtividade, a criatividade e diminuir o absentismo no trabalho.

    Embora Focusing e Mindfulness trabalhem ambas a partir de uma atitude aberta, acolhedora e sem julgamento, elas são ligeiramente distintas. Noutras palavras, os atributos do Mindfulness revelam-se principalmente na sua forma maravilhosamente simples de trabalhar com a mente e de tornar as situações mais manejáveis pois permite promover uma maior tranquilidade e amplitude internas para lidar com as situações, e, fundamentalmente, aprender a ser mais desapegado das coisas.

    Da parte do Focusing, o que o distingue é a possibilidade de se usar a inteligência do corpo para desenvolver um estado de presença que em vez de nos ensinar a desapegar das coisas ensina-nos a relacionarmo-nos com elas de uma forma empática. Adicionalmente, o Focusing é feito de forma interactiva, com a ajuda de uma outra pessoa, aumentando assim as possibilidades de fortalecer as nossas competências relacionais.

     Referências bibliográficas:

    Keng, S-L., Smoski, M. & Robins, C. (2011). Effects of Mindfulness on Psychological Health: A Review of Empirical Studies, Clinical Psychology Review, 31, (p. 1041-1056)

    Jon Kabat-Zinn https://www.mindfulnesscds.com 

    Gendlin, E. (1982). Focusing: how to gain acess to your body´s wisdom. Bantam Publisher