218 052 092

Modulação com HGH

  • Medicina anti-aging e mau funcionamento da Hormona do Crescimento humana no adulto

    A Hormona do Crescimento é hoje aceite como eficaz no tratamento Anti-Aging / Anti-Envelhecimento

    O mau funcionamento da Hormona do Crescimento Humana (ou Somatropina) no adulto está associado a sintomas mentais e emocionais como cansaço, tendência para a depressão, isolamento social, baixa auto-estima, ansiedade e falhas de memória.

    Da mesma forma, a deficiência desta hormona (também designada Hormona do Crescimento, ou HC) em adultos relaciona-se com sinais físicos como o aumento de gordura abdominal, a diminuição da massa muscular, a redução da densidade mineral óssea, pele fina, flácida e enrugada, alteração no metabolismo dos lipidos e intolerância à glicose.

    A deficiência de HCH no adulto tem sido igualmente associada à diminuição do desempenho cardíaco, à redução da esperança de vida e à sarcopenia (diminuição do tecido muscular).

    História e contextualização

    A Somatropina foi isolada e usada pela primeira vez para efeitos de tratamentos em 1956. Desde então, e até 1989, era obtida através da hipófise, glândula situada na base do cérebro.

    Por ser comandada pela região cerebral designada hipotálamo, antigamente a hipófise era reconhecida como a glândula estrutural do sistema nervoso. É nesta região do cérebro que se liberta a hormona GHRH (Growth Hormon Realising Hormone), responsável pelo estímulo à produção de HC na hipófise.

    Entre 1959 e 1989, dada a escassez da Somatropina, a sua utilização restringiu-se às crianças com problemas de crescimento, ficando por tal conhecida como Hormona do Crescimento.
    Em 1989, com o surgimento da técnica de engenharia genética recombinante, a HCH começou a poder ter como matéria-prima bactérias como a E.coli, produzida laboratorialmente em larga escala. Tornou-se assim isenta do risco de contaminação. Este facto possibilitou que esta hormona fosse usada noutras condições, como em casos de adultos com deficiência de HC.

    Nos últimos anos a Hormona do Crescimento passou igualmente a designar-se hormona do anti envelhecimento, já que o processo de envelhecimento dito "normal" está associado a mudanças físicas e mentais idênticas às observadas em indivíduos com deficiência da HC no adulto.

    Não por acaso, a secreção desta hormona diminui progressivamente cerca dos 30 anos de idade, 1 a 3 % ao ano. Por volta dos 60 anos temos menos de metade da quantidade da HCH, se compararmos com os níveis detectados aos 25 anos. A este processo dá-se o nome de “somatopausa”.

    Investigações recentes demonstraram que a deficiência da hormona do crescimento no adulto (anteriormente entendida como relativamente rara na idade adulta) se afigura muito mais frequente do que se imaginava, na medida em que, através da sua reposição, diversos sinais e sintomas do envelhecimento podem ser parcial ou totalmente revertidos.

    A Somatropina como ferramenta de tratamento Anti-Aging / Anti-Envelhecimento

    Dada a sua capacidade de recuperar em adultos os níveis hormonais juvenis, a HC é hoje amplamente usada em clínicas especializadas de todo o mundo no combate ao processo de envelhecimento.

    A Hormona do Crescimento é uma substância natural produzida na hipófise, ou glândula pituitária, cujos níveis mais elevados se verificam na infância. Quanto mais elevados forem os níveis de HC presentes no organismo de um indivíduo mais este produz IGF1 (Insulin Growth Factor 1),substância responsável pela recuperação das células doentes e pelo desenvolvimento de novas células.

    À medida que as pessoas envelhecem, baixa a produção da Hormona do Crescimento nos seus organismos. Ou seja, o corpo perde capacidade de recuperar as células danificadas, que se traduzem no envelhecimento.
    Todavia, recebendo tratamentos de Somatropina, o leitor poderá fazer o seu organismo reparar as células estragadas que conduzem ao envelhecimento. Em seguida, analisamos algumas das mais notáveis áreas de envelhecimento que podem ser revertidas com tratamentos da HCH.

    Lesões cutâneas

    O Sol, os raios ultra-violeta e o tabaco são particularmente lesivos das células da pele, mas a Hormona do Crescimento contribui para reparar as células danificadas. O resultado é uma pele mais suave, com menos rugas.

    Aumento da energia e da função sexual

    Como potente “afrodisíaco”, a Hormona do Crescimento restaura a potência sexual e a sexualidade no homem. Muitas mulheres que utilizam a HC verificam o aumento da líbido, do prazer e a obtenção de orgasmos múltiplos, o equivalente feminino ao aumento da potência no homem.

    De igual forma, a Somatropina ajuda a reduzir os sintomas menstruais e da pós-menopausa, eliminando também a secura vaginal.

    Segundo vários médicos que utilizam a HCH na sua prática clínica, e de acordo, também, com a nossa própria experiência, os progressos no plano sexual resultantes desta terapêutica revelam-se notáveis, tanto em homens como em mulheres.

    Deterioração óssea

    A deterioração da ossatura induzida pela idade é a causa mais frequente das tão perigosas fracturas ósseas, comuns na população mais idosa. A Hormona do Crescimento não só fortalece os ossos como pode reparar células ósseas alteradas. Representa, assim, a potencial cura para a mais grave forma de degenerescência óssea - a Osteoporose.

    Perda de memória

    As células cerebrais lesionadas são responsáveis pela perda de memória que, com o avançar da idade, se instala, podendo degenerar na Doença de Alzheimer. Assim, a Hormona do Crescimento contribui para reparar as células cerebrais, prevenindo a deterioração mental associada à idade.
    Dada a sua capacidade de reparar células lesionadas, a Somatropina é considerada o fármaco mais eficaz no tratamento Anti-aging/Anti envelhecimento actualmente disponível.

    A influência da Somatropina na saúde em geral

    A HC contribui ainda para manter o indivíduo saudável em termos genéricos, promovendo a perda de peso e o aumento da massa muscular de forma natural.

    Além disso, promove o aumento da força, a obtenção de um peso saudável e a perda de gordura, retardando o processo de envelhecimento. Os efeitos secundários do recurso à Somatropina como fármaco Anti-aging/Anti- envelhecimento são mínimos e raros, na medida em que a dosagem recomendada para o efeito é muito baixa.

    Efeitos mais comuns do tratamento com Hormona do Crescimento

    São numerosos os efeitos benéficos dos tratamentos baseados na Somatropina:

    • Reversão dos efeitos gerais do envelhecimento
    • Redução, em média, de 14% da massa gorda sem necessidade de dieta, ao fim de 6 meses
    • Aumento, em média, de cerca de 9% de massa muscular após 6 meses, sem necessidade de praticar exercício físico  (contudo, e sempre que possível, recomendamos a sua prática regular
    • Aumento do nível de energia e da resistência, que se traduzem numa maior capacidade para a prática de exercício físico, que recomendamos veementemente.
    • Aumento do desempenho sexual
    • Redução do nível de stress
    • Reforço das funções do sistema imunitário
    • Redução da pressão arterial e do colesterol
    • Redução da fadiga
    • Eliminação ou redução da celulite.
       

    Benefícios dos tratamentos com a Hormona do Crescimento

    Habitualmente, os benefícios da terapêutica com HCH começam verdadeiramente a fazer-se sentir após 2 a 3 meses de tratamento. No entanto,

    São diversos os benefícios que se fazem sentir durante o tratamento:

    1º mês : maior dinamismo, sono mais profundo e de melhor qualidade, maior optimismo, pele rejuvenescida e aumento da energia.

    2º mês : melhoria do tónus muscular, da função sexual, da qualidade da pele, da digestão e do crescimento das unhas e do cabelo. Os benefícios manifestam-se ainda no aumento da força muscular e na redução de peso.

    3º mês : processos mentais melhorados, aumento da dimensão dos músculos, aumento do apetite sexual e aumento da flexibilidade corporal.

    4º mês : desenvolvimento dos resultados obtidos nos 3 primeiros meses.

    5º mês : diminuição significativa do volume corporal devido à redução da gordura em excesso. A pele apresenta-se agora mais bonita, espessa e elástica; e o cabelo tem melhor aparência.

    6º mês : desaparecimento da celulite, melhoria da visão, maior estabilidade emocional, sistema de defesa imunitário fortalecido e apresentando maior resistência às doenças (nomeadamente constipações e gripes). Saliente-se ainda a redução de dor e edema das articulações (caso existam) e uma maior tolerância ao exercício físico, bem como a melhoria do funcionamento cardíaco e dos níveis de triglicéridos e colesterol LDL.

    Ter em atenção que os resultados e melhorias podem variar de pessoa para pessoa.

    Dr. José Pereira da Silva

     

    Referências bibliográficas:

    Betancourt, L., Smith, R.G. (2002). Localization and the role of growth hormone secretagogues in the central nervous system. Anti-aging Med. Vol.5. Nº 1. P. 63-72

    Cuttica, C.M., Castoldi, L. Gorrini, G.P. et al. (1997) Effects of six-month administration of recombinant human growth hormone to healthy elderly subjects. Aging Milano. Vol. 9. P. 765-772

    Hartman, M.L., Kanaley, J.A., Weltman, A. (1995) Growth hormone economy in menopausal women: effects of age. In: Adaslii EY, Thorner MO, eds. The somatotrophic Axis and the Reproductive Process in Health and Desease. N.Y.: Springer-Verlag. P. 142-159