Leituras

A Próstata

A próstata é um órgão do sistema reprodutor masculino. É a maior glândula sexual acessória do homem. Encontra-se adiante do reto, mesmo à frente da bexiga, envolvendo a uretra, que é o canal que transporta a urina desde a bexiga. A próstata cresce ao longo da vida, mas mais rapidamente a partir dos 40 anos de idade. Mais de 85% da população masculina maior de 50 anos vai necessitar de tratamento por alguma doença prostática nalgum momento da sua vida.

O que é a Impotência?

“Está tudo na sua cabeça”. Era o que muitos homens sofrendo de impotência costumavam ouvir dos seus médicos. Ao rotular-se a impotência como perturbação psicológica, muitos homens com problemas médicos acabavam por se sentir inferiores ou “menos homens”. O estigma associado ao facto de se ser impotente era tão significativo que a maioria dos homens impotentes tinha dificuldade em admiti-lo perante o seu médico assistente. Aqueles que o faziam eram com frequência enviados de imediato ao psiquiatra.

Aos homens impotentes prestava-se um mau serviço. É muito importante que percebamos que a impotência num homem experiente poucas vezes é devida a razões psicológicas. Pode ser um sintoma de perturbação psicológica, mas na maioria das situações é consequência de um problema desordem física. Em suma, provavelmente não “está tudo na sua cabeça”.

Este livro tem como objetivo, explicar em linguagem simples, a anatomia do aparelho sexual masculino e a sua fisiologia, nomeadamente a sua capacidade para obter e manter uma ereção. Se soubermos como funciona o corpo do homem, perceberemos melhor as razões da impotência masculina.

Antes de continuarmos, definamos a impotência. A impotência é a incapacidade de obter e manter uma ereção adequada para completar o coito. A impotência não tem a ver com desejo sexual, o orgasmo ou a ejaculação. Trata-se simplesmente da incapacidade de encher o pénis com sangue e manter a ereção o tempo suficiente para obter um coito que seja mutuamente satisfatório.

Dado que a relação sexual é uma das funções básicas na vida do ser humano, a capacidade do homem para obter e manter uma ereção pode ser vital para o seu “amor próprio”. Neste livro veremos as causas de uma possível impotência. Este livro foi escrito para a ajudar o homem impotente e o seu par a compreender as razões da sua impotência e para responder às suas perguntas sobre o tratamento e eventual cura.

O primeiro passo para abordar um problema de impotência é pesquisar, reconhecer a sua causa, averiguar se é uma impotência de base orgânica, psicológica ou mista. Uma vez este assunto esclarecido e feito o diagnóstico causal, existem várias hipóteses de tratamento: médicas, psicológicas, mecânicas, administração de medicação por via oral, em injetáveis ou até injeções penianas de substâncias vasoativas, intervenções cirúrgicas de correção da circulação sanguínea do pénis ou para a implantação dentro do pénis de próteses que possibilitam a um homem a indução e manutenção de uma ereção excelente e segura.

Medicina Preventiva

Envelhecimento! Todos temos uma ideia do que é!
Raros são, contudo, aqueles que sabem caracterizar corretamente esse processo. Caracterizemo-lo, então.

Sintomas de envelhecimento

  • Fadiga fácil
  • Energia diminuída
  • Diminuição da capacidade de concentração, da sociabilidade e da atividade
  • Dificuldades de memória
  • Alterações de humor e irritabilidade
  • Resposta insuficiente ao stress
  • Diminuição da capacidade e vontade de fazer exercício físico
  • Diminuição da sensação de bem-estar e da capacidade de sono e repouso
  • Diminuída ou ausente motivação e capacidade de iniciativa sexual

Sinais de envelhecimento

  • Cabelo mais fino, rareando por queda e com crescimento mais lento
  • Aumento das rugas
  • Pele flácida e manchada
  • Unhas e pele finas e fracas
  • Músculos com flacidez crescente
  • Pseudoginecomastia (crescimento aparente das mamas, nos indivíduos do género masculino)
  • Postura progressivamente mais encurvada
  • Osteoporose – diminuição da densidade e consistência dos ossos, associadas a dor e fragilidade, aumentando o risco de fratura
  • Depósito crescente de gordura debaixo da pele
  • Diminuição da densidade, força e volume muscular
  • Aumento da gordura abdominal

Modulação Hormonal

A modulação hormonal é a ciência que estuda a regulação dos níveis hormonais que deixam de ser adequadamente produzidos no organismo.

Depois de atingir os 30 anos, os níveis hormonais do ser humano começam a declinar. Uma fraca produção hormonal provoca sintomas como declínio de energia, aptidão física e mental. Os efeitos degenerativos que ocorrem no corpo contribuem para o aparecimento de doenças e fazem acelerar o envelhecimento.

Assim, surgiu a Medicina do Século XXI, que tem como função o desenvolvimento de terapias de rejuvenescimento indicadas para pessoas que, após os 30 anos continuam a apostar na promoção da sua saúde.

O objetivo da manutenção hormonal é modular as hormonas de forma a que o sistema imunitário fique mais forte, o metabolismo mais eficiente e produção de massa muscular mais acentuada. Prevenindo e retardando o processo degenerativo de envelhecimento podemos combater as doenças que geralmente nos conduzem à morte.

Repor as hormonas que foram reduzindo a sua presença no organismo com o envelhecimento, pode ajudar homens e mulheres a regressar às suas próprias condições de juventude, viverem mais anos, mais saudáveis e com melhor qualidade de vida.

Rejuvenescimento

Embora existam outros fatores que contribuem para o avançar do processo de envelhecimento, após os 30 anos de idade muitos adultos começam a ter insuficiência de várias hormonas, incluindo a hormona de crescimento.

A quantidade desta hormona nos seres humanos declina 14% em cada década, sendo que aos 60 anos a produção de hormona de crescimento decresce para metade.

A diminuição dos níveis das hormonas essenciais contribuem para um lento mas sustentado declínio da energia, perda de massa muscular, aumento da gordura corporal, fragilidade óssea, redução da tonicidade da pele, alterações de memória, diminuição da motivação e atividade sexual.

O processo de envelhecimento está associado a alterações hormonais que no homem de aproximadamente 50 anos se manifesta pelo aparecimento da andropausa e na mulher de aproximadamente 50 anos pela menopausa.

Fale Connosco!

Marque uma consulta ou esclareça as suas dúvidas.

Abrir chat
Olá,
em que podemos ajudar?