218 052 092

Disfunção Erétil

  • Sobre a importância de procurar auxílio médico para tratar a Disfunção Erétil atempadamente

    A disfunção erétil traduz-se na incapacidade de atingir e/ou manter uma ereção adequada à conclusão do coito. Este sintoma em nada se relaciona com desejo sexual, orgasmo ou ejaculação. Trata-se, isso sim, da incapacidade de o sangue afluir ao pénis em volume e tempo suficientes para manter a ereção durante todo o coito, que se pretende satisfatório para ambos os parceiros.

    Sendo a relação sexual uma função básica na vida do ser humano, a capacidade de o homem obter e manter uma ereção pode afigurar-se vital para a sua autoestima. Com efeito, se não for tratada, esta patologia pode progredir até à impotência sexual.

    É comum verificarem-se ocasionais situações de disfunção erétil motivadas pelo cansaço, stress ou fadiga. No entanto, caso estas ocorrências se tornem mais frequentes e prolongadas no tempo, recomenda-se a procura de ajuda médica especializada.

    Estas linhas visam, pois, auxiliar o homem que sofra desta patologia a encontrar respostas sobre tratamentos - ou mesmo a eventual cura - para a sua condição. Se identifica em si próprio alguns dos sintomas abaixo referidos, consulte o seu médico assistente.


    Sintomas da Disfunção Erétil

    Estima-se que, em Portugal, cerca de 400 mil homens sofram de disfunção erétil. Destes, apenas 15 mil por ano buscam auxílio médico. Na sua maioria, os homens que padecem deste problema apresentam pelo menos um dos seguintes factores de risco:

    • Colesterol elevado no sangue (dislipidémia)
    • Diabetes
    • Tabagismo
    • Hipertensão arterial
    • Obesidade
    • Prostatite

    Atualmente, sabe-se que na maioria dos casos de disfunção sexual os factores orgânicos, emocionais, psicológicos e até relacionais se influenciam mutuamente.

    Se esta patologia o afligir procure auxílio médico. O silêncio nunca é bom conselheiro. A disfunção erétil não se resolve sem apoio especializado, mas tem cura em praticamente 100% dos casos.

    A disfunção erétil tem cura, mas é essencial procurar auxílio médico a tempo. Conheça os sintomas desta patologia. Diga “não!” à impotência sexual!