218 052 092

Anti-Aging

  • A medicina Anti-Aging (Anti-Envelhecimento) é a medicina da qualidade de vida, da optimização da saúde e longevidade

    A Medicina Anti-Aging (Anti-Envelhecimento) actua preventivamente. Não espera que as doenças se manifestem. Ao invés de as curar, previne-as, retardando o processo de envelhecimento.  

    A Medicina Anti-Aging / Anti-Envelhecimento nasceu há cerca de 20 anos nos Estados Unidos, como um movimento que reuniu, de início 12 médicos, que pela primeira vez pensaram em conceber e promover a saúde de forma diferente. Não aguardar passivamente pelas lesões ou pelas doenças, aqueles médicos imaginaram que seria possível conceber uma estratégia diferente, na qual se passaria a actuar na vida das pessoas de forma preventiva e preditiva, muito antes que as patologias se manifestassem.

    A ideia era actuar nas causas básicas do envelhecimento, em vez de minimizar as suas consequências. Outro factor de grande peso que deu impulso ao movimento foi de ordem económica. Existem, só nos Estados Unidos, mais de cento e dez milhões de pessoas submetendo-se hoje a algum tipo de tratamento ou usando alguma espécie de medicamento apenas para minimizar os efeitos e complicações das chamadas doenças "inevitáveis" da velhice. Isto gerava uma astronómica despesa anual de 780 bilhões de dólares há 8 anos atrás, dinheiro gasto apenas para manter aquelas pessoas vivas, porém com qualidade de vida má ou inexistente. Mantido aquele ritmo resultou em que o sistema de saúde norte-americano está completamente falido e em degradação.

    Foi este cenário que deu suporte ao desenvolvimento de uma forma revolucionária de fazer medicina, que alia os novos conhecimentos e terapias já disponíveis nas áreas de biotecnologia, genética, laser médico, biorobotica, nutrição, actividade física e modulação hormonal. A proposta consiste em aproximar os nossos parâmetros biológicos, metabólicos e hormonais aos níveis encontrados em um indivíduo saudável de 22 anos, fase em que todos nós atingimos o apogeu do nosso desempenho, idade a partir da qual começamos a envelhecer.

    A Medicina Anti-Aging / Anti-Envelhecimento não é capaz de parar o tempo, mas pode atrasar o nosso relógio biológico, reduzindo substancialmente a velocidade com que envelhecemos, minimizando, desta forma, as possibilidades de patologias, uma vez que iremos repor e receber todas as matérias primas necessárias e indispensáveis ao nosso equilíbrio. O que conhecemos como doença, é consequência da soma de carências graduais, crónicas e cumulativas de matérias-primas básicas de que o nosso corpo necessita para funcionar com perfeição, associada a processo também crónico e cumulativo de intoxicações várias.

    Esta forma de promover a saúde ganhou corpo e consistência mundiais, e este movimento, 19 anos depois, está hoje presente em todos os países desenvolvidos e outros, envolve dezenas de milhar de médicos, investigadores e cientistas de peso, alguns deles laureados como o Prémio Nobel.
    Outra importante diferença reside no processo de qualificação e especialização. Por conta de sua expansão, a Medicina Anti-Aging / Anti-Envelhecimento ganhou, há sete anos, status de Especialidade Médica. A formação específica nesta área ainda não existe entre nós, de modo que o médico tem que realizá-lo toda fora do país quando quer seguir os caminhos da Medicina Anti-Aging / Anti-Envelhecimento, a medicina do século XXI.

     Referências bibliográficas:

    Gurven, M. and Kaplan, H. (2007), Longevity among hunter-gatherers: a cross-cultural examination. Population and Development Review. Wiley Online Library

    Harman, D. (1972) The biological clock: the mitochondria. Journal of the American Geriatrics Society, 20 (4), 145-147

    Hayflick, L. (1998) How and why we age. Exp.Gerontol. Vol. 33. P. 639-653

    Rowe, J.W., Kahn, R.I. (1987) Human aging: usual versus succeful. Science. Vol. 237. P. 143

    Kalcker, A.L. (2013) CDS La salud es posible. Voedia